segunda-feira, setembro 30, 2002

Guerra Civil

Saiu no O Globo:

" RIO - A Polícia Militar acredita que o fechamento do comércio em quase todos os bairros do Rio de Janeiro, ordenado por traficantes de drogas da facção criminosa Comando Vermelho, seria em represália à suspensão de regalias imposta ao traficante Fernandinho Beira-Mar, que está preso no Batalhão de Polícia Militar do Rio de Janeiro, na Cidade Nova. "

Várias escolas também fecharam hoje ! Eu acabo de acordar e minha Avó me da ordens de não me encaminhar para a faculdade hoje! Finalmente estamos presos em casa !

Mas minha indignação é tanta que estou com vontade de ir a aula mesmo assim, e se for irei de VERMELHO.

Se eu sobreviver conto amanhã.
A saga do Ipanema

Essa, sem dúvida, é uma história que marcou minha vida. O hotel Ipanema.

Há uns 3 anos eu fui a Sorocaba para uma feira de aviação que acontece por lá. Nunca tinha ido pra lá e não tinha a menor informação sobre a cidade. A única coisa que eu fiquei sabendo é que um amigo meu fora no ano passado e tinha ficado num tal de "Hotel Ipanema". Ele dizia que era "ruinzinho", mas que era tranquilo pra ficar por lá, por não ser muito longe do aeroporto e também não ser muito caro.

Lá fui eu, juntamente com o sr. Bfonte$. Iriamos rachar o quarto. Chegamos no Hotel e nos deparamos com algo extremamente bizarro. O quarto não tinha janela, era uma basculante que dava para o corredor; a porta do banheiro não fechava; não tinha ar-condicionado. Tá, ar-condicionado poderia ser considerado um luxo, mas somente se tivesse janela, né? Pois é. Aliás, aquilo mal podia ser chamado de quarto. Localizada no meio do corredor, seria o equivalente a uma dispensa.

Deixamos nossas coisas por lá e fomos para a feira. Lá encontramos um cara muito gente boa, que era meu instrutor de vôo, e que ficaria também no Hotel. Nós avisamos a ele que as condições do estabelecimento eram um tanto quanto precárias. Ele não acreditou muito e falou que já ficara em coisa pior (falou antes de ver) em São Paulo... tudo bem, lá fomos nós para o Hotel.

Assim que nós três chegamos na recepção (meu amigo para fazer o check-in), havia um casal de jovens devolvendo a chave e o rapaz falando: "Estamos indo embora, não gostamos do Hotel". Meu amigo olhou pra nossa cara e exclamou em altíssimo som: "Puta que pariu, isso aqui é uma merda!!! Quantas estrelas tem isso aqui? Hmmm, tem 5 estrelas. Uma, duas, três, quatro e cinco -contando os hospedes na recepção naquele momento. Hotel Ipanema, 5 estrelas!".

A menina começou a rir muito, assim como todos nós. Nem o recepcionista aguentou e caiu na gargalhada também...evidentemente constrangido. O único que não riu foi o tiozinho que estava devolvendo as chaves. Mas tudo bem, acabou que esse meu amigo ficou por lá mesmo.

*****


Perguntamos na recepção onde teria algum lugar pra comer alguma coisa por ali mesmo, sem ter que pegar taxi. O cara nos informou que naquela rua mesmo, "um pouco mais pra baixo" tinha. Rodamos a rua inteira, não achamos nada que parecesse um estabelecimento que fornecesse comida.

Resolvemos então pegar um táxi e irmos comer em algum canto. Eram umas 22h e, acreditem, não passava nenhum táxi nas ruas. Eu nunca vi aquilo, não tinha táxi. O jeito era voltar para o hotel. Descobrimos depois que só conseguiríamos táxi pelo telefone.

Voltamos ao Ipanema e lá pedimos o telefone de algum lugar que entregasse comida ali. Ou pizzaria, qualquer coisa, um Bob's da vida, sei lá. Sei que estávamos azuis de fome. O cara nos deu um telefone, era de um lugar que entregava sanduíches, ou pelo menos pretendia ser isso. Sei que os sanduíches chegaram embrulhados em papel laminado e fediam muito, muito mesmo. Era tenebroso. Mas para quem estava azul de fome, foi alguma coisa para prencher o vazio perturbador dos nossos estômagos.

*****


Logo na primeira noite, estava um calor insuportável. A única escapatória seria ou dormir de porta aberta ou recorrer ao maravilhoso circulador de ar que tinha no quarto. Liguei o circulador de ar no mais fraco e fui tentar dormir. Não adiantou nada, continuava suando muito. Foi quando resolvi botar o bichinho para operar em máxima potência. Apertei o botão e me deitei...foi quando a turbina começou a ganhar velocidade, o ronco do motor começou a aumentar e, quando menos esperávamos, o aparato ameaçava levantar vôo. Tremia tanto que parecia que iria desmontar e começou a andar muito. Era muito espetáculo para pouco vento, diga-se de passagem. Foi quando chegamos a conclusão que: reduziríamos a potência daquela maquina giratória ou algum acidente grave ocorreria. O jeito seria nos acostumarmos ao calor e dormir daquele jeito mesmo.

Lá foi Bfonte$ inaugurar o vaso sanitário...impestou o quarto, afinal, a porta não fechava por completo! Nossa, agora além do calor, teria que me acostumar aquele odor um tanto quanto desesperador. Ah, acho que dá pra dormir assim...vamos ver. Foi quando barulhos estranhíssimos adentraram o aposento, pelo basculante. Barulhos que se pareciam com um homem das cavernas grunhindo, sei lá. Sei que era algo assustador, que estremecia todo o quarto. Foi quando descobrimos que era um "vizinho de cela" que roncava mais alto do que uma tuba. Aí era demais! Comecei a surtar muito, muito mesmo. Não era possível dormir daquele jeito.

O telefone toca:

- Alô? -atendi
- Ou faz silêncio ou você vai ser expulso do Hotel.

Nossa, quanta receptividade! Eu fazer silêncio, EU! O trombone que estava no quarto ao lado poderia continuar tocando aquela sinfonia maravilhosa, mas EU tinha que fazer silêncio. Ok, ok, ok...era a primeira noite ali...acabou que fiquei quieto; não consegui dormir, obviamente; mas não fui expulso daquele espetáculo de hotel 5 estrelas.

*****


Ficamos os dias da feira por lá e fomos embora na segunda-feira pela manhã, num vôo da Pantanal que saia cedíssimo de lá em direção a São Paulo. Acho que saia as 6:30, algo assim. Sei que para estarmos no aeroporto às 6h, teríamos que sair umas 5h30 do hotel. Pode parecer mentira, mas também não tinha táxi que fosse lá pro Ipanema a essa hora, nem pedindo por telefone. E aí??? Como faríamos. Só descobrimos esse detalhe àquela hora da manhã. Aí que o Ipanema mostrou toda sua versatilidade: o recepcionista, único (ir)responsável pelo hotel acordado naquele momento, vira-se e fala: "Que é isso pessoal? Vamos embora, levo vocês lá!". O cara abandonou seu posto de trabalho, tirou o que fora um carrão, na década de 20, da garagem e nos levou até o aeroporto. Não cobrou nada, mas demos uma grana pro cara.

*****


Sei que o Hotel é tão ruim, que no ano seguinte eu voltei -sozinho! haha
Dessa vez, eu pensei: "nada de miséria! Vou ficar no quarto de luxo!". O quarto de luxo, acreditem....tinha janela pra rua e ar-condicionado.
Muita atenção: isso não significa que era bom o quarto! Muito pelo contrário. Mas esse episódio eu conto em outra oportunidade...
Ainda em Barcelona

Antes de fazer o check-out no Hotel, resolvi dar uma passada por aqui. Aproveitar que essa hora (9h) é bem barato.

Em relação ao último post, tive que terminar daquele jeito pois faltavam 10 segundos pra terminar os créditos.
O chuveiro, a história é a seguinte: Cai muito pouca água, muito pouca mesmo. Além disso, ele é daqueles redondos que jogam a água por uns furinhos horríveis, e no meio nao cai água nenhuma. Pois é, o "meio" é exatamente do meu tamanho. Tenho que ficar "mirando" aqueles jatinhos d'água ridículos.

domingo, setembro 29, 2002

Adios

Bom, hoje deu pra escrever bastante. Provavelmente só conseguirei achar algum lugar como esse aqui em Madrid, no final da viagem. Mesmo assim, dúvido que seja tão perto do Hotel quanto esse é. Aproveitem estes posts maravilhosamente bem escritos e criativos. Não sei até quando ficarão sem notícias.
Agora são 10 da noite e vou dar uma passeada, e depois volto ao Hotel para dormir.

*****


Ah, esse papo que aqui na España há mais "vida noturna" do que em qualquer outro canto do mundo, talvez seja verdade no verão, porque o que tenho visto é muito menos do que vejo no Rio, por exemplo. E olha que o Rio, na minha opinião, é fraco de vida noturna. Aqui, dá 1h da manhã e tal, a agitação está no final.

*****


Acabou de sentar uma espanhola deliciosamente bonita e cheirosa aqui do lado, no lugar onde tava o alemão fedorento. Que diferença...
Provavelmente atraída pelo corpinho sexy do Sr. Indignado...

Falando em corpinho sexy (nossa, que cheiro...), acho que o fabricante do chuveiro do Hotel usou meu corpo como modelo. A aguá cai em "cone" e numa dimensão exata do meu corpo. Ou seja, eu fico no "meio do cone" e nao molha nada.

acabou o tempo

Adios!
Leve uma boa vida

Segundo esse artigo do GLOBO, os aparelhos de ginástica localizados nos locais públicos acabam por fazer mais mal do que bem à saude.
Ora, meus caros...eu já falei...um gênio ainda vai descobrir que realmente saudável é ser um bon vivã (desculpe, não sei escrever isso e estou sem o icq dos meus assessores ortográficos!), assim como o senhor Indignado.

Nada de ficar puxando ferro e olhando a bundinha no espelho da academia. Isso é coisa pra "macho mans". A boa é o ócio criativo e deixe o exercício para o sexo...recomendações de saúde do Sr. Indignado, que passou com louvor no teste da aeronáutica..haha..fato esse até então inédito.
Dá-lhe Rubinho

¿E o nosso grande ídolo Rubinho, hein? Se conseguir não quebrar, será vice-campeão. Que fantástico. Quem diria que aquele menino que se babava com o sanduiche chegaria tão longe...

Lamentável
Cybercafé
Esse é o site do cybercafé que eu estou. Pelo jeito é muito famoso. Eu nunca tinha ouvido falar, pois nunca frequentei cybercafés, enfim...tem um gringo fedendo muito ao meu lado. É um tipo alemão, sei lá...com uma roupa de moleton e aquele sandalhão básico, exibindo os unhões com terra...craca no pé, e, principalmente, muito fedor.
Sr. Indignado sofrera risco de vida

Comprei mais uns minutinhos aqui. O suficiente para contar mais um caso:

Ontem eu estava no metro -eficiente, ao contrário do carioca- e, pelo incrível que pareça, não estava achando a saída da estação.
Foi quando eu vi um policial (guarda urbano. Pelo que percebi, é a nossa Guarda Municipal, armada) com um cachorro ao seu lado. Não pensei duas vezes, me aproximei do cara ja falando: "Senhor, por favor..." Foi quando o tio estica o braço na minha direção com a mão espalmada e me dá uma voz de comando: "PARE!". Eu, sem pensar MEIA vez, parei. Verdade que não adiantou muita coisa, em uma fração de segundo o cachorro começou a pular e latir muito na minha direção. O cara puxou a coleira e o bicho ficou quieto. Fortes emoções... O cara teve mais voz de comando sobre mim do que sobre o próprio cão. Verdade que para eles, certamente o cão é mais precioso. Mas depois que o tio controlou seu animalzinho, eu, afastado uns 100 metros, perguntei onde ficava a saída e o cara informou. Como sempre, não entendi uma só palavra...
Hasta mañana

Acabo de descobrir que o acesso no Domingo a essa hora -21h- é mais caro. Um euro compra apenas 34 minutos e, portanto, restam somente 15 minutos para terminar o meu crédito. Isso significa que só irei acessar, se acessar, amanhã à noite, quando chegarei à alguma cidade -ainda em aberto.

Ontem o jantar foi engraçadíssimo. Estava sentado aqui "nas Ramblas" comendo um presunto espetacular, sossegado, quando chega um grupo enorme (mais de 20) de irlandeses. Todos homens. Digo, do sexo masculino. Os caras eram umas figuras. Confesso que prestaram um serviço ao cidadão, uma vez que eles expulsavam todos os "artistas" de rua que se aproximavam! Fizeram exatamente o que eu tinha vontade de fazer. Davam uma grana pro cara e começavam a gritar: "Go away!!! Go away!!!". Muito bom.

Depois de algumas cervejas, cavas e vinhos (tudo misturado, obviamente), eles começaram a dar o showzinho deles. Tiraram, sei la de onde, um fucinho de porco (real) e começaram a tirar fotos com aquilo...depois, um deles descolou uma pelanca que, visualmente falando, era idêntica ao...digamos, hmmm, o orgão sexual masculino -do porco. A partir daí o bom nível se estabeleceu no recinto. Eles muito alegremente, tiravam fotos com a "pelanca" na boca, chupando, cheirando..fazendo de tudo. Quando então, um dos rapazes alegres teve uma excelente e divertida idéia: um botava o "objeto" na boca e o outro tiraria com a própria boca. Resumindo, arrumaram um pretexto para todos se beijarem! Mas obviamente que como aquilo tava muito alto nível, eles, de vez em quando, cuspiam o negócio em algum copo de cerveja, e daí o outro pegava o negócio com a boca no copo...obviamente derramando cerveja sobre seu corpo inteiro. Quase uma garota molhada do Gugu.

Mas foi engraçado de ver aquela cena patética daqueles seres insanos. Depois disso fui para o maravilhoso Hotel Oriente e cá estou eu.

*****


Esse negócio aqui ta lotadíssimo. Achei, pelo incrível que pareça, o único computador disponível -e olha que são mais de 100, todos com monitores flat, webcam, etc. Ta repleto de árabes e iranianos, muitos mesmo. A figura que estava sentada no meu lugar, antes deu adentrar, devia ser deveras imunda. Tem um saco plástico com umas comidas muito nojentas e que fedem muito. O botão direito do mouse ta quebrado e o monitor ta meio bichado também, tá com um risco branco vertical que corta a tela inteira. Não é à toa que este computador ta livre.

Opa, alerta de 5 minutos faltando para terminar meu crédito.
Já li o GLOBO e vi que o Ciro se nega a renunciar, o que virtualmente garantiria a vitória do Lula no primeiro turno. É a hora de nos perguntarmos até onde realmente essas pessoas querem mudar o Brasil, ou querem sentar no "trono" da presidência.

*****


Isso aí pessoal. Um minuto sobrando. Até a próxima vez que eu me conectar. Besos e abraços.
Hasta más tarde

Bom, são 10h por aqui e vou sair desse troço e ir aos meus compromissos.
Esse lugar, por sinal, é muito legal. Não consigo acreditar que aqui tenha muitos roubos. O roubo que eles dizem devem ser furtos ridículos. Até porque aqui do lado tem um prédio da Polícia.

Bom, tenho que queimar 1h20 de acesso (pop-up de segurança de novo!!!) até amanhã, então devo escrever muito ainda. Té mais.

Política Brasileira

As notícias que leio aqui nos jornais locais dão conta que o Lula está com a mão na faixa e que é um tremendo despreparado. É exatamente essa a visão que eles têm -ou compraram. Fizeram um puta escândalo (matéria de página inteira) com as declarações deveras infelizes do Lula em relação à Argentina.

O brabo é que eles misturam tudo...no meio da matéria começam a falar de Argentina, daí ligam a imagem do Brasil a dos nossos hermanos, com o resto da sulamérica, etc. Daí falam que a sulamérica terá um decréscimo médio do PIB em 0,6%, etc. Esquecem de falar que o PIB do Brasil crescerá este ano. E esqueceram também do nome do Lula. Porque escreveram "Juan Lula da Silva". Vejam o grau de informação dos caras...
Programação

Amanhã é dia de fortes emoções. Vou pegar um avião para Málaga e alugarei um carro por lá...

Sr. Indignado vai aterrorizar as estradas espanholas...

*****


Falando em carro, aqui tem muito desse clio novo (o meu carro aí). A diferença é que, aqui, além de poder ser a Diesel, não é 1.0. O menor que vi até agora é 1.2 e tem ao lado escrito 16V, assim como o 1.0 no Brasil. Portanto, acho que é a menor potência que ele apresenta por aqui. Já vi ele com 1.9 e se bobear tem até mais potente que isso.
Continuando...com todos os objetos à vista...

Chegando em Madrid, fui fazer a alfandega. Nossa, senti saudades da Federal do Brasil. Daquela simpatia e boa vontade... Acreditem, têm piores e aqui é um lugar que prova isso. Depois de ficar 1h20 na fila -que foi furada por uns 10 russos safados- cheguei no guichê e o tiozinho nem "boa tarde" respondeu. Enfim, padrão. Virou-se pra mim e perguntou algo completamente impossível de se entender. Depois dele tentar umas 3 vezes estabelecer contato e eu ter perguntado se ele falava inglês -não obtive resposta-, ele abaixou a cabeça e botou o meu passaporte em cima da bancada.

*****


Depois disso peguei minhas bagagens e fui fazer o check-in no outro vôo, para Barcelona. Fiquei esperando para embarcar e quando chamaram para o embarque, quem fica atrás de mim na fila? Que dúvida. Uma dupla de brasileiros ishpertos. Eu, quieto.

Lá pelas tantas, um deles encheu a boca e falou: "Porra, é foda...a gente vem de Varig, 767, e o avião para longe pra cacete, lá no fim do mundo (tivemos que ir de ônibus para o aeroporto)...Aí vamos pegar esse voozinho aí da Spanair e o avião tá parado aqui em frente. Ainda por cima é nessa merda de Fokker 100 que vive caindo.".

Nisso, o outro espertão observou a aeronave e mandou: "Olha, eu já trabalhei com isso e posso te falar...esse avião aí é bom. O problema é que a manutenção da TAM que é uma porcaria. O fokker 100 é excelente."

Meu Deus do céu!!!! Dai-me paciência!!!! Era um MD-83!!! Aaaaaaaaaaahhhhh que ódio! Os dois ficaram horas ali dissertando sobre o "Fokker 100" que os esperava.

*****


Uma vez dentro da aeronave, me deparo com um sério problema, que mais tarde vim perceber ser muito comum por aqui. Avisaram ao povo daqui que aqui faz frio e, por isso, acham que nenhum lugar precisa de ar-condicionado. Simplesmente que o avião estava parado no sol, sem ar-condicionado, ventilação, ou qualquer espécie de fornecimento de oxigênio! Que horror!!! Comecei a suar feito um condenado...muito mesmo. E pra me deixar mais aflito, nenhum "local" demonstrava qualquer sinal de estar perturbado por estar naquela sauna. Todos serenos, lendo seus jornais, e eu suando feito um louco...aflito por um sopro de ar. O cidadão não ligou o ar-condicionado nem mesmo depois de acionar os motores. Só ligou depois que decolou -uns 20 minutos depois de acionar os motores. Ali eu percebi que, aqui, não há essa preocupação que nós já temos "no sangue".

A prova que eu estava certo foi dada ao chegar no Hotel. Não tem ar-condicionado!!! Aliás, o Hotel merece um capítulo à parte. É praticamente igual ao Ipanema, um maravilhoso Hotel que fiquei em Sorocaba, que nem janela tinha. Esse daqui tem janela, mesmo que você abra e veja o telhado. É estranhíssimo. Vou sacar una foto e quando chegar no Rio eu escaneio. Vocês se assustarão.
Mais notícias

Daqui a pouco vou sair, mas dá tempo de contar algumas coisas.

O vôo do Rio foi para Madrid, pela Varig. Dei sorte porque não sentou ninguém do meu lado, então ficou menos apertado -o que é muito longe de ter ficado confortável. A comida estava horrorosa, como sempre, e lá pelas tantas eu não aguentava ficar mais sentado e fui dar uma "esticada nas pernas" lá na galley traseira. Foi quando um comissário moça falou: "Senhor, depois de 11 de Setembro não é mais permitido ficar em pé aqui atrás.".

Quase me lembrei do meu tio, que numa situção dessas falaria: "É que eu tenho um problema sério de gases e caso fique muito tempo sentado, a coisa vai complicar!".

*****


Aha, acabou de aparecer uma janela de pop-up aqui: "Atenção! Mantenha todos seus objetos de valor à vista e em segurança". Que animador...
Achei um acesso barato

Hoje, último dia que fico em Barcelona, achei um acesso deveras barato (e mesmo assim deve ser caro...mas enfim...). É um cybercafé pertinho do Hotel onde estou. Custa 1 Euro duas horas de acesso. É gigante o lugar.
Tem uns avisos interessantes aqui.

Atención, ladrones en acción!

¿Simpático, não? Ah, esses teclados são estranhíssimos. Pelo menos já descobri como digitar os nossos acentos.

sábado, setembro 28, 2002

Esqueci...

¿Como pude me esquecer? Aqui tem várias mulheres brasileiras se virando para ganhar a vida e sustentar a família.

Agora sim, hasta mañana.
Telegrama desde Barcelona

Com acesso a 40 centavos de Euro por minuto e com o real desvalorizando cada dia que passa, só me resta descrever a viagem em poucas palavras:

A cidade por cima (vista do avião) é horrível, mas "do chão" é muito legal.
Nunca vi tanto turista junto.
O Hotel é um lixo, mas já está pago -vaucher- então será nesse mesmo que ficarei até mudar de cidade -na segunda.
A comida é espetacular.
As mulheres são as mais lindas do mundo.
Bfontes: agradeço pela manutenção do site.
Marciha: você vai apanhar quando eu chegar.

Lá se foram alguns minutos...e vocês não valem tanto assim. Adios...

sexta-feira, setembro 27, 2002

Entrevista Sob Medida

Parece que o UOL anda lendo o Indignado!

Eles irão presentear os leitores do Indignado com uma entrevista na TV UOL com nada mais nada menos que duas personas non gratas! Gerald Thomas irá entrevistar o também odiável Chico Anysio.

Eu, seguindo recomendações médicas não vou poder assistir. Infelizmente o acesso a TV UOL é apenas para assinantes da uol, mas quem assistir, poderia nos enviar os "highlights" da entrevista, se é que vai haver algum.

A entrevista começa as 21hrs na TV UOL .
Esclarecimentos

Já que o Sr Indignado está em turnê pela Espanha, cogitamos reprisar os melhores posts dele nesse período de férias, como fazem os grandes canais de TV quando seus astros saem de férias, mas foi resolvido que eu iria dar (?) o ar da graça, na tentativa de manter a audiência do blog lá em cima!

Gostaria de deixar bem claro que diferente do Sr Indignado não faço faculdade de jornalismo ( faço informática ) e por isso cometerei alguns erros gramaticais não propositais.

Qualquer apoio ou crítica construtiva será muito bem vinda.
Aqui estou eu

Primeiramente gostaria de esclarecer que, como já era de se esperar, nao será possível acentuar as palavras. Bfontes pode, quem sabe, dar uma editada nos posts e corrigi-los (Bfontes já está editando). Até lá, vamos assim mesmo.

O acesso aqui do Hotel é pago e como este é o primeiro post, será jogo rapido. Não terei mais como ficar pensando no que escrever enquanto acesso. Então os outros posts vem hoje mais tarde.

Tão pouco tempo e tantas coisas interessantes já ocorreram. Uma delas eé que eu, assim que voltar ao Brasil, serei garoto propaganda do CCAA. Sempre que eu me arrisco a pensar em falar espanhol, me lembro dos comerciais e decido não falar! As "boas vindas" foram dadas por um cidadão da Federal daqui que falou comigo uma hora e eu não entendi uma palavra sequer! Sensacional. De qualquer forma, já comi bem pra caramba...a temperatura está suportável (suando só de vez em quando) e as mulheres são as mais lindas do mundo. Algo fora do normal.

Mais tarde escrevo com mais detalhes como estão as coisas.

Hasta luego (nossa!)

quarta-feira, setembro 25, 2002

Paellas, aí vou eu!

Bom, tô indo nessa. Provavelmente escreverei no blog esses próximos dias, mas numa frequência ainda menor do que ultimamente. Talvez com assuntos melhores. Vamos ver...
Decidi não levar minha maquina digital imunda, que tira fotos 640x480 com péssima nitidez, para que eu tome coragem e compre uma decente. Se bem que com o dolar a R$3,80...haja coragem!

Como sempre, fortes emoções no final. Fui comunicar à minha faculdade que eu me ausentarei, levei as passagens e tal...a coordenadora não está. Ou seja pode ser que, ao voltar pro Rio, eu já esteja reprovado. Muito bom... fazer o quê? Não tenho como adiar essa viagem.

Mas como nem tudo pode dar tão certo assim, uma obturação caiu ontem. Já fui ao dentista e tudo está 'sob controle'. Ah, como poderia me esquecer de dizer da febre de 38,5C? Haha...mas nem vou comentar muito sobre isso poque se não vocês podem me acusar de pessimista, seguidor de Murphy ou seja lá o que for...

Enfim, hasta mañana.

terça-feira, setembro 24, 2002

Mudanças de planos

Pelo que andei vendo hoje, apesar das várias pessoas que já se ofereceram para cuidar do site durante a minha ausência, não precisarei convocar ninguém. Acho que eu mesmo terei como atualizá-lo enquanto viajo...

Vamos ver. Talvez eu até consiga levar alguma maquina digital de quinta categoria. Mas ainda são suposições. A meta mesmo seria comprar uma de primeira categoria por lá...mas com o dolar neste patamar, vai ser deprimente quando a fatura do cartão chegar.

segunda-feira, setembro 23, 2002

Mercado se agita com a grande saída de capital

Dessa vez não foi nervosismo eleitoral, possibilidade de guerra EUA x Iraque, nada disso. Foi só eu anunciar que estarei viajando na quarta-feira, para que o mercado entrasse em crise. Bem que o Armínio me pediu para adiar o anúncio da viagem, mas eu não resisti.

Dolar a R$3,60...que maravilha...
Mais um clássico

Butch Cassidy


Acabei de ver Butch Cassidy and the Sundance Kid. Podem falar o que quiser, é um clássico do cinema e é legal pra caramba.
Sr. Indignado de malas prontas

Nesta quarta-feira à noite, estarei viajando para o velho continente a fim de resolver algumas questões. Não, eu ainda não estou indo morar lá. Voltarei dia 13 de outubro e ainda estou decidindo o que farei com este site até essa data.

Assim como Tom Hagen assume o comando da família, quando Mike tem que viajar para resolver negócios; Bfonte$$$, meu consiglieri, assumirá temporariamente o comando deste site. Como ele nunca escreve, a não ser para divulgar notícias difamatórias a meu respeito (como no episódio do Barra D’Or), provavelmente outras pessoas serão convidadas para escrever por aqui, até o retorno da celebridade: eu.

Enfim, até quarta-feira tenho muito tempo para decidir quem irei convidar e se irei convidar alguém...quem estiver disposto a comprar o espaço, fique à vontade para fazer a oferta via e-mail.
Blogger e sua nova linha de produtos

Entrei agora na página do Blogger, para escrever um post, e me deparei com algo assustador. O que é essa bolsa tiracolo com o logotipo do blogger, que eles estão vendendo?

Bolsa tiracolo é algo deveras podre. Essa aí ficou caprichada...

sexta-feira, setembro 20, 2002

João Kleber imita o senhor Indignado

De acordo com a assessoria de imprensa da RedeTV: "O João Kleber teve uma crise de stress, foi internado, mas ontem já apresentou o programa ao vivo. A situação dele com a emissora está normal, do jeito que sempre foi”,

Ora, ora, ora, meus caros. Agora o senhor João Kleber, em busca de IBOPE barato, vai ficar forjando internações por estresse? Era só o que faltava.

Os leitores mais antigos lembrarão que fato parecido ocorreu comigo...mas tratando-se do João Kleber, não podemos acreditar que seja verdade.
Batalha acirrada por posições no ranking

Deu a louca

Gerald Thomas deu um show na gravação do programa “Primeiro time”, da TVE. Na entrevista a Ronaldo Rosas, fingiu-se de estátua. Rosas perguntou se ele estava chateado. Resposta:
— Claro que não. Quero ter uma relação sexual com você.
Depois, discutiu com Maitê Proença, que chegou a chamá-lo de “americanozinho de m....”.
Gerald foi com uma médica ao programa, que vai ao ar amanhã, às 22h20m. Ele toma Prozac. Mas precisa é de camisa-de-força.

Ancelmo Gois

*****


É, meus amigos. Pelo jeito, nosso ídolo Gerald Thomas vai subir algumas posições no concorridíssimo Ranking das personas non gratas. Assistirei a essa barbárie e depois relatarei o fato.

*****


Na boa, fingiu-se de estátua. No dia que um cretino desses fizer isso no meu programa, levanto e dou uma mijadinha nele pra ver se a pose de estátua continua...
Não sou o único com memória ruim

Ontem (quinta) eu estava na faculdade e ocorreu um fato que me deixou deveras intrigado. Eu estava na fila do elevador conversando com uma amiga e, de repente, aparece um rosto conhecido na minha frente. Minha memória pode não ser uma das minhas inúmeras virtudes, mas eu sabia que eu conhecia aquele rosto de algum lugar. Em frações de segundo (tô falando que minha memória é fraca) eu me lembrei de onde eu a conhecia. Era uma garota que eu estudei na mesma classe do colégio. Eu a odiava. Ela veio falar comigo...

Assim que a vi, fiquei meio sem reação. Apenas fiz uma cara de idiota, ergui um pouco as sobrancelhas e dei um pequeno sorriso...deixando claro que: "Te identifiquei, faça o mesmo que eu fiz e não precisa vir falar comigo." Diga-se de passagem, 99% dos meus reencontros poderiam seguir esta regra, mas desta vez não deu certo. Ela não só veio falar comigo, mas também veio toda sorridente e "feliz por me ver".

Agora eu pergunto: Que diabos uma menina que passou uns 2 anos brigando comigo praticamente todos os dias, que nunca trocou uma palavra "amiga" comigo, que era constantemente agredida verbalmente por mim, vem falar comigo dessa forma?

Eu juro que ficou na ponta da língua: "Ei!!! Eu sou o senhor Indignado, não é porque estamos sem nos ver há alguns anos que minha opinião a seu respeito mudou!". Ela, ainda sorridente, tal como uma garota propaganda de títulos de capitalização, perguntou: "O que você está fazendo aqui?". Respondi: "Na fila do elevador? Esperando o mesmo chegar. Na faculdade, estudando..ou quase isso. E você?".

Foi quando ela percebeu que ela tinha amadurecido, virado uma moça superior e eu continuava o mesmo velho intransigente, deu uma risadinha sem graça, falou: "Ah, to fazendo marketing" (a arte de dar utilidade às coisas inúteis). O elevador chegou e eu escapei, digo: subi.

Impressionei-me como a falta de convivência é capaz de botar panos quentes... Ou então a moça sofre de amnésia.

quinta-feira, setembro 19, 2002

O Rio de Janeiro continua lindo...

Você, alguma vez, já escutou aquela buzina engraçadíssima "sai da frente, mano", e, com certeza, teve vontade de quebrar o carro do infeliz -único a achar graça naquilo. Tem que ser um selvagem para botar essas "buzinas temáticas" no carro. A nova moda por aqui são buzinas que urram -para todo o bairro ouvir- o itinerário das vans.

Sempre achei esses motoristas de vans e kombis (lotação) uns mal-educados, péssimos motoristas, irresponsáveis e selvagens. Essa nova moda só faz com que o meu ódio a essa espécie se torne ainda maior. Moro bem próximo ao túnel Rebouças (para quem não é do Rio, é uma das principais ligações entre Zona Sul e Zona Norte), e essas vans vem até o ponto de ônibus que fica em frente ao meu prédio e depois vão para o Centro. Há mais de uma semana que eu tenho sido acordado, todos os dias, por esse maravilhoso som: "tim tom...CENTRAL...tim tom...LEOPOLDINA...tim tom...CENTRAL...". E isso dura o dia inteiro. Na boa, onde estamos? Imagine se todo mundo decidir botar nos seus carros uma buzina que urre o que as pessoas têm vontade de falar.

Eu era feliz e não sabia, na época em que era acordado pelo carro da pamonha ou por músicas "tocadas" (essa era a tentativa) pelos amoladores de faca...

*****


Isso sem falar no Recarey Jr, o candidato a deputado estadual que tenta se eleger no grito -literalmente.

*****


Enquanto as pessoas não respeitarem umas as outras, só me resta lembrar de uma frase de uma sábia senhorita: "Viva o fone de ouvido. Destrói tímpanos, mas salva vidas e humores!"
Um basta nos chiliques de passageiros de avião

Passageira obriga avião da Varig a fazer pouso forçado

RIO - Um avião da Varig que voava de Frankfurt, na Alemanha, para São Paulo teve que fazer um pouso forçado nas Ilhas Canárias, no litoral da Espanha. O piloto foi obrigado a fazer o pouso depois que uma passageira descontrolada, possivelmente bêbada ou drogada, agrediu as pessoas que tentaram acalmá-la. O avião foi obrigado a jogar combustivel no mar para ficar mais leve e conseguir pousar com segurança.

O GLOBO Online

*****


Já passou da hora das empresas aéreas processarem essas figuras. Pessoas como o senhor André Gonçalves, que colocam em risco a vida de todos os passageiros, causam prejuízos operacionais às empresas aéreas, devem ser processados por estes danos.

Um pouso fora do destino é um prejuízo muito grande para a companhia, e para os passageiros que têm compromissos no seu destino.

*****


Isso sem contar que com o risco de acidente, há também o risco de danos à imagem da empresa e por aí vai...mas aí já parece coisa de advogado querendo arrumar motivos para ganhar dinheiro. Não estou falando de ganhar em cima de pessoas irresponsáveis e inconsequentes. Estou falando de um ressarcimento dos gastos que um chilique desses causa.

Se a pessoa tem problemas psiquiátricos, fobia de avião, ou seja lá o que for, ela que prove isso nos tribunais. Não podemos é ter o nosso vôo atrasado, as passagens mais caras (afinal, vocês acham que a empresa não passa o custo desses desvios às passagens?) e, principalmente, ter nossa vida colocada em risco por figuras como a dessa senhora.
Noivo neurótico, noiva nervosa

Poster


Serei breve: veja. É sensacional.
Gringo

Tava saindo hoje do Santos Dummont, indo em direção ao estacionamento, e um dos quinhentos pivetes que ficam ali fora se aproximou e grunhiu:

— Gringo? Gringo? Speak portuguese? - Acreditem, estão pedindo esmola em inglês...

Resposta indignada: "Não". Estou até agora tentando descobrir o que levou o rapaz a pensar que eu não sou daqui. Já estou pensando em dar fim nas minhas "férias de sol", que já duram alguns vários anos.

terça-feira, setembro 17, 2002

O dia em que o doce voltou...

O que vou contar-lhes, ocorreu há uns 3 anos atrás, no verão. Eu havia emprestado uns CDs de um simulador de vôo para um conhecido. O cidadão nunca copiava o maldito CD, e um belo dia eu precisei deles. Como eu ia pegar uma cópia de um outro jogo para mim, ficou decidido que eu iria até a casa dele, e em “10 minutinhos” tudo estaria resolvido.

O cara morava aqui perto, numa vila em Botafogo, e estudava engenharia mecânica na UFRJ. Depois foi ser engenheiro aeronáutico no ITA e hoje em dia trabalha na Embraer. Nem precisa dizer que o cidadão era meio louco né? Se você ainda não está convencido disso, digo que ele ficava escutando os sons do modem para “monitorar” a qualidade da conexão. Escutando? Sim, ele fez uma gambiarra para jogar a saída de áudio do modem para um som da década de 30 (antes de cristo), e nesse aparato, ele ficava escutando os ruídos do modem. Apesar de “meio” louco, o cara era gente boa e muito educado. Importante deixar claro que ele não era um amigo, era apenas um conhecido e tal... eu não tinha a menor intimidade com o cidadão.

Chegando na casa dele, ele me diz que iria demorar só mais um pouquinho pois tinha se esquecido de desfragmentar o HD. Tudo bem, nessa época, as gravadoras de CD realmente não funcionavam muito bem, e era muito fácil perder alguns CDs. Mas o rapaz fazia um scandisk completo (inclusive com teste de superfície) e desfragmentava o HD antes de queimar qualquer CD. Para piorar, as velocidades de gravação eram baixíssimas. Portanto, para cada CD, se gastaria cerca de uma hora. Percebi que os 10 minutinhos seriam um tanto quanto prolongados...e não tinha ar-condicionado na casa, e estava só uns 40ºC

Lá pelas tantas aparece a avó do cara, uma senhora portuguesa muito educada e atenciosa. Talvez um pouco demais. Trouxe uns docinhos que ela mesmo tinha feito (só não disse quando) que eram à base de biscoito de maisena e chantilly. Eu, muito cerimonioso, aceitei.
Assim que botei um pedaço na boca, senti um gosto meio azedo (além do normal do chantilly) e percebi que: o que deveria ser gelado, estava na temperatura ambiente -morno. Chantilly que não tenha acabado de sair da geladeira, nesse calor, é uma péssima idéia. Mas tudo bem, eu, de forma diplomática, comi o doce inteiro -tendo como trilha sonora da refeição os ruídos do modem. Mas confesso que não fui educado a ponto de atender aos inúmeros pedidos de “bis”, não aceitei o tão oferecido “outro pedacinho”.

Aproximadamente uma hora depois, comecei a sentir uma forte revolução intestinal. Na mesma hora eu pensei: “maldito doce”...mas nessa altura do campeonato, já estavam acabando as gravações dos CDs e eu já estava prestes a ir embora. Pensei: “ah, tudo bem, tá brabo, mas dá pra agüentar chegar em casa” -já estava no último CD. Foi quando eu comecei a suar mais ainda -frio- e me sentir meio tonto. “Mas tudo bem, já estou indo para casa”.

As gravações acabaram e já estávamos indo embora. Ele ia comigo até a saída da vila para trancar o portão, e eu iria pegar um ônibus para casa. Ele foi avisar à avó que eu estava indo, e eu fiquei na sala esperando. Foi quando eu percebi que a coisa estava muito pior do que eu pensava. Comecei a ver tudo apagar, o som sumir e pensei: “Xi, vou apagar...” na mesma hora me sentei num sofá que tinha lá e fiquei na minha...ai veio a avó dele, eu me despedi, me levantei e saímos. Quando dei uns 5 passos fora da casa do cara, de novo veio a sensação de desmaio e falei:

— Aí cara, pera aí. Não tô legal
— Que foi? -ele perguntou.
— Não sei cara, não tô legal...to passando mal -já me sentando no chão. Para eu chegar ao ponto de falar que estou passando mal, é porque eu estou muito mal.

Assim que me sentei no chão, aconteceu uma das coisas que eu mais odeio: veio aquele jato quente, ácido e impossível de segurar -levando com ele: o doce podre, toda a minha cerimônia e diplomacia. Nisso, ele, parado, indagou:

— Ih, será que foi o doce da minha avó?

Antes que eu pudesse rir, chorar, xingar ou ter qualquer outra reação, veio a segunda leva. Verdade que, logo depois desta segunda leva, me senti muito bem. E tudo tem seu lado bom, eu não iria mais de ônibus pra casa. O maldito achou por bem me trazer de carro. Tive um febrão de uns 39ºC e fiquei uns dois dias me recuperando...

Ontem, pensei que iria passar por uma situação semelhante, mas não foi tão grave. Tudo se resolveu -de forma “pacifica”- comigo ainda em casa, embora eu também tenha tido febre à noite. Sempre que eu como alguma coisa que me cai mal, eu tenho febre. É verdade que não devo cantar vitória, pois ainda estou “conversando” com o polvo. Mas acho que já está tudo sob controle. Espero...

segunda-feira, setembro 16, 2002

Sr. Indignado em apuros

Comi ontem um polvo frito no alho e azeite com um arroz de brócolis. Algo muito sério está ocorrendo dentro de mim...

Pra piorar, tenho que sair agora de casa e só volto depois das 22h...a última vez que isso aconteceu, bem...eu conto hoje mais tarde. *tática João Kleber*
Já não estavam em greve?

Agentes penitenciários podem entrar em greve amanhã

RIO - Os agentes penitenciários do Rio de Janeiro podem entrar em greve por tempo indeterminado, a partir do primeiro minuto de amanhã. O indicativo da paralisação será discutido hoje, às 16h, durante assembléia, no Bangu Campestre Clube, na zona oeste da capital.(...)

O GLOBO On Line

*****


Esses caras não têm moral nenhuma pra fazer greve. Antes de pensar em reivindicar qualquer coisa, deveriam tratar de resolver a podridão interna. E me desculpem, mas baixo salário não é a causa da corrupção. Se isso fosse verdade, não haveriam senadores/deputados corruptos. Isso é balela. O salário não altera o caráter de ninguém.
Já sou quase um carlista

Lembram-se do meu trabalho sobre o PFL? Pois é...a apresentação é nesta próxima terça-feira, e estou varando as madrugadas terminando esse troço. Obviamente, no grupo tem um figura que não faz nada e que fica chorando, dizendo não ter e-mail nem tempo para fazer as coisas...ainda por cima é burro -muito, do tipo que acha "tudo válido".

— Ora, senhor indignado, então que diabos ele está fazendo no seu grupo?

É o mesmo que eu estou me perguntando há semanas. Este cidadão veio me comunicar alegre e sorridente que: "Falei com a professora e ela deixou eu entrar no grupo de vocês!!!".

ACMEnfim, estou fazendo o trabalho inteiro (que é válido como a primeira prova de sociologia) com uma menina que salva por ser inteligente... Não tem e-mail também, mas mora aqui do lado, então facilita as coisas. A apresentação oral já está toda pronta. O duro é fazer a apresentação escrita. Acho que algumas fotos do Tuninho irão ilustrar o trabalho a fim de aumentar o tamanho do mesmo!

Sei que só tenho pensado em Antônio Carlos Magalhães, Marco Maciel, Jorge Bornhausen etc. Cá entre nós, não é muito saudável você passar o dia pensando nessas figuras...lá se vão meus últimos fiapos de cabelo.

*****


Mais um pouco e eu estarei tendo pesadelos com a senhora Solange Amaral.

Posso até me ver falando dormindo: "Não, não...lá vem ela com aquele tio dela (Amaral Neto)....nossa....esse laquê todo vai me sufocar....socorro! Socorro! Rosinha, me ajude! Nossa, você também tá cheia de pó fixador no cabelo. Bené, você, por favor....socorro! Estou morrendo sufocado. Ih, santa ingenuidade minha achar que esse bolo de chocolate era natural.....com tanto laquê assim eu não vou conseguir respirar, só me resta uma salvação: Jorge Roberto Silveira! Você nem cabelo tem (quase como eu)...ajude-me! Ajude-me! Por favor, eu te imploro...não estou conseguindo sentir mais cheiro de nada com tanto laquê. Isso tá me sufocando!!! Ih, você não é a pessoa mais indicada pra falar de cheiro..."

Isola...
Sr Indignado escutando Lighthouse Family

Bom, quase nunca falo sobre música aqui no site por achar que música é um assunto pessoal demais e que não existem muitos argumentos para serem discutidos a não ser: "eu gosto" ou "eu não gosto". Sempre deixei para expressar meu gosto musical (deveras polêmico) nas indicações das músicas que eu faço na coluna da esquerda.

Mas a música Run do Lighthouse Family é muito legal. E olha que eu sempre achei as musicas desse grupo muito chatinhas.

domingo, setembro 15, 2002

Mestre dos magos

Sexta-feira eu estava no Santos Dummont e vi de longe uma coisinha pequena, cabeça grande e com uma capa azul-escuro cheia de estrelas prateadas... logo pensei: "Caramba, o mestre dos magos...".
Fui me aproximando para ver se eu encontrava aquele unicórnio maldito...a Uni (pelo que me lembro esse era o nome).
Quando cheguei perto...percebi que não era o mestre dos magos. Era a Ângela Maria. Bizarro...
Retratos de uma obsessão

Retratos de uma obsessãoFui ontem assistir a esse filme. Tenho uma forte implicância com o Robin Williams, mas nesse filme ele está muito bom.

Robin Williams faz o papel de Seymour Parrish, funcionário de um laboratório de revelação de fotos, que fica maravilhado com uma família que manda revelar suas fotos no laboratório onde ele trabalha. Seymour acompanha toda a história da família através das fotos, e como fotos são sempre de momentos felizes, a imagem que Seymour tem a respeito da família é maravilhosa. Isso dura até o dia onde ele descobre que as coisas não são bem assim, e tenta resolver tudo por conta própria.

É um filme muito bem feito, mas realmente não vai mudar em absolutamente nada a sua vida -talvez mude o seu sentimento quando for mandar revelar suas fotos...


*****


Mais um caso de uma tradução mal feita do título do filme. Por mais que o título em português tenha a ver com a história e, até mesmo seja melhor que o título em inglês, não é dever do tradutor arrumar um título "bacana". A obrigação é traduzir, tentando sempre do possível manter exatamente o mesmo sentido que tem na língua original.
Porrete da democracia

Quando houve a revolução em Cuba, foi instaurada uma ditadura para 'controlar' a mudança de regime. Com o velho regime fora do poder, novas eleições seriam convocadas e a "democrácia" estaria de volta.

Os EUA tiraram o Talibã do poder no Afeganistão, botaram o "homem" deles como presidente para, então, voltar a democracia. O mesmo querem fazer no Iraque.

*****


Os EUA estão querendo, de forma truculenta, autoritária e violenta, impor a democracia. Parodoxo total.

*****


Uma pergunta que venho me fazendo: quem disse que as pessoas do mundo inteiro querem a democracia? Não faz parte da cultura de alguns povos esse sistema de governo. Não são os EUA que devem dizer qual o sistema de governo que cada nação deve ter. Isso é ridículo.

sexta-feira, setembro 13, 2002

Exigências dos EUA

Bush falou que vai atacar o Iraque caso Saddam Hussein não aceite que inspetores da ONU tenham acesso irrestrito a todas as instalações que bem entenderem no Iraque.

Por que isso? Bem, porque o Iraque é suspeito de ter armas de destruição em massa e armas químicas.

Agora vamos pensar um pouco: Israel também tem essas armas, e nem por isso tem inspetores da ONU por lá...
O mesmo vale para os EUA...

Quando os EUA irão aceitar uma inspeção livre e irrestrita dentro do seu território? Isso é um absurdo. É evidente que essas inspeções são usadas para espionagem, etc. Você perde todos os segredos de estado, etc. Nenhum país autorizaria isso -e esse é o objetivo da proposta: ser rejeitada.

Já que os EUA têm suspeitas a respeito do Iraque possuir armas químicas, significa que o serviço de inteligência americano se baseou em alguma coisa para chegar a estas conclusões. Então diga onde há essa suspeita e nesses lugares façam as inspeções.
Saudades

Estava vendo uma entrevista do Bill Clinton no Latte Show e me dei conta de algo terrível. Eu estava vendo e sentindo uma puta saudades do cara na presidência dos EUA. Vejam o que o senhor Bush vem fazendo com minha mente. Eu sentindo saudades do Bill Clinton...

Nossa...

*****


O duro é constatar que, de fato, ele era muito melhor pro mundo do que o cowboy. Aliás, menos ruim.

quinta-feira, setembro 12, 2002

Eu amo essa faculdade

São 15:45, até às 19:00 tenho que entregar dois trabalhos. Um sobre a vida e obra de algum fotógrafo famoso. Além do trabalho escrito, deverá ser feita uma apresentação oral com exibição de algumas fotos. No outro trabalho, eu tenho que escrever três páginas (texto informativo) sobre o PFL, não consigo passar de um parágrafo. Falta conhecimento, conteúdo, criatividade, paciência e, principalmente, vontade. Mas esse eu tenho que entregar para o meu 'grupo', só vamos realmente apresentá-lo na terça-feira. Só que nenhuma das duas topeiras que integram o meu grupo têm e-mail, o que facilita muito a nossa comunicação...
Bushinho promete fazer o que o pai não conseguiu

Bush dá xeque-mate ao Iraque
(...)
- As resoluções do Conselho de Segurança serão cumpridas, as justas demandas de paz e segurança serão atendidas, ou a ação será inevitável - disse Bush. - E um regime que perdeu sua legitimidade perderá também o seu poder.(...)

- Se o regime do Iraque nos desafiar novamente, o mundo deve se mover deliberadamente e de forma decisiva para responsabilizar o Iraque - disse Bush. - Os propósitos dos EUA não devem ser postos em dúvida.(...)

Lista- Em um esforço para apoiar o discurso de Bush, a Casa Branca divulgou um documento de 22 páginas enumerando o que chama de "Desafio de Saddam à ONU". (...)

GloboNews

*****


1- Bushinho sabe jogar xadrez? Ele não está dando um um cheque-mate, está virando o tabuleiro, no melhor estilo cowboy amargurado que vai honrar o nome da família...
2- O desafio é à ONU ou à Casa Branca? Eu hein! Já está passando da hora do Koffi Annan falar que a história não é bem assim. O mínimo que se espera dele, é que ele defenda a entidade que representa. Não pode aceitar que decisões da Casa Branca sejam ditas como sendo da ONU sem que isso seja aprovado pelos países membros. Ridículo.

A justificativa americana para atacar o Afeganistão sem consultar a ONU é que era uma briga "particular". Agora, até onde me consta, o Iraq nunca atacou os EUA -mesmo os EUA os atacando todos estes anos desde a guerra do Golfo. Neste caso o Iraq estaria colocando em risco todo o mundo "do bem". O mínimo que se espera é uma votação no conselho de segurança que aprove o ataque, antes do Bushinho tentar desesperadamente ganhar alguma coisa.

Quais eram os objetivos declarados do Bush (pai) na guerra do Golfo? Tirar o Iraq do Kwait (o que com dias foi feito), e a cabeça do Saddam.
Agora no Afeganistão o objetivo era tirar a Al Qaeda do poder e a cabeça do Bin Laden. Botaram um tiozinho lá, falaram que a partir de então ele seria o presidente e cantaram vitória. Assim que os americanos saírem, o cara vai cair -isso se não cair antes. Haja vista o atentado mal-sucedido que ele foi vítima há poucos dias.
Acaba rebelião em Bangu 1

Ontem, essa porcaria dominou o noticiário e as conversas aqui no Rio. Sinceramente? Estou pouco me lixando se o Uê morreu ou não, se o Zizizinho do morro do querosene traiu o Tuturê do morro da vala funda! Não vai mudar em asbolutamente nada a minha vida. Nem mesmo a vida daqueles que vivem em comunidades lideradas por estes caras. Amanhã mesmo outro já assume, e tá tudo 'sob controle'. A imprensa deveria dar menos espaço pra essa podridão toda. Mas estamos em época de eleições, e a notícia teve sua utilidade política: jogar pedras na Benedita.
9/11

Ontem foi exibido o tão esperado documentário 9/11. Um documentário feito por dois franceses que estavam documentando o início de carreira de um bombeiro de Nova Iorque, e se viram filmando os acontecimentos daquele dia.

O documentário seria muito bom se tivesse meia hora a menos. Com duas horas de duração, os últimos trinta minutos são cafonas -talvez necessários para uma boa vendagem nos EUA. E associar o nome “Robert De Niro” a este documentário foi uma tremenda forçada de barra.

Além das imagens que, mesmo já tendo sido vistas centenas de vezes, ainda impressionam, a coisa que mais me impressionou foram os sons terríveis dos corpos, das pessoas que se atiraram, caindo no chão. Eram barulhos altíssimos. Cada corpo, todos os bombeiros se viravam assustados...realmente impressionante, chocante.

*****


Outra coisa que achei muito bacana foi ver que: naquela ocasião, quando os bombeiros se reencontravam, falavam: "Estou muito feliz por vê-lo novamente" e era possível ver que não havia hipocrisia alguma naquelas palavras.

*****


É curioso, assim como disse a Ana Paula Padrão: Você pode não saber o que fez, onde estava na semana passada. Mas os detalhes do dia 11 de Setembro de 2001 serão difíceis de esquecer. E é verdade. Lembro que fui acordado por uma ligação da minha namorada falando: "Liga na CNN, liga na CNN! Um avião bateu no World Trade Center!!!". E eu pensei: "Bah, ridículo...é óbvio que não foi um avião, não existe isso". Meio que "sem saco" e esperando ver algumas janelas quebradas e um aviãozinho cravado no prédio, ligo a TV e vejo aquela cena horrível...só tive tempo de falar um palavrão e: "Amor, te ligo mais tarde...vou ver isso" e saí avisando a todos aqui de casa...que tiveram a mesma reação de descrédito que eu. E quando se aproximavam da TV e viam que era verdade, e que a coisa era séria, ficavam incrédulos, espantados...
Realmente foi um dia que vai marcar nossas vidas por alguns anos. Posso descrever com detalhes como foi aquele dia, o que fiz, até o que comi...

Não vou discutir o lado político da coisa, os porquês dos ataques ou coisa do gênero. Nem se Hiroshima foi mais bárbaro que o ocorrido em 11 de Setembro. Isso é motivo para análise em outros posts. O fato é que foi uma coisa terrível e que será difícil de não nos lembrarmos desse dia para o resto de nossas vidas. Afinal, vimos, ao vivo, pela televisão, um fato muito importante da história acontecer.

quarta-feira, setembro 11, 2002

As esperanças diminuem...

Nade de celular, nada de taxista...as esperanças estão se esgotando.
Por que são contra as numeradas?

Por que não se vendem lugares marcados em cinemas, assim como fazem nos teatros? Poderiam inclusive adotar preços diferentes, barateando os 'gargarejos' e aumetando os 'lugares nobres'.
Não consigo entender ter que encarar a fila da compra do ingresso e, depois, outra fila enorme para entrar na sala e não ficar sentado a meio metro da tela.

Realmente ainda não consegui uma explicação plausível.
Ae, sensacional!

Neurônio MTV


Ontem o neurônio MTV foi muito bom, o que já está virando costume. As figuras ilustres que se fizeram presentes foram o Arlindo Barreto (o bozo doidão) e a musa das penitenciárias: Rita Cadillac.

Cazé, diante de duas figuras tão espetaculares, teve que se fantasiar de Pablo do qual é a música! Espetacular.

Os momentos mais sensacionais do programa foram quando o senhor Arlindo foi cheirar oxigênio e começou a surtar e dizer que estava “doidão”. O outro foi quando a poposuda Cadillac, que presta serviços sociais mostrando o busanfã nos cadeiões do Brasil, resolveu mostrar seus seu rebolado para a câmera, no melhor estilo Chacrete. Espetacular.

segunda-feira, setembro 09, 2002

Procura-se

Celular


O cara não apareceu ontem e, ainda por cima, sumiu. A bateria do celular já acabou, então não consigo mais contato com ele. Caso ele não traga até o final do dia, amanhã terei que ir na Oswaldo Cruz, um dos lugares onde ele faz ponto (me disse quando eu tava no taxi), tentar localizá-lo.

As apostas estão abertas...por enquanto, todos que apostaram acham que eu nunca mais verei o aparelho.
VMA

Ontem a MTV apresentou mais uma edição do Video Music Awards. O grande vencedor desta edição foi o rapper Eminem.

O evento foi um lixo. Eles conseguem pegar tudo o que o Oscar tem de ruim e imitar. O apresentador foi muito triste -assim como a Fernanda Lima, no VMB- ao ficar fazendo gracejos infames e usar daqueles ‘improvisos ensaiados’, uma falsa espontaneidade que não engana ninguém, algo realmente ridículo. Tão ruim que os telespectadores sentiram saudades do Billy Crystal, apresentador do Oscar.

Vou separar alguns tópicos do VMA para comentar:

Eminem:
Está cada dia mais próximo do que ele sempre criticou: mais um produto de marketing/imagem. Mas ontem mereceu meus aplausos ao menosprezar a senhorita Christina Aguilera, mesmo que tenha sido para manter o “tipo” polêmico.

*****


Britney Spears:

Britney SpearsEssa moça merece ser alvo de estudos de psicólogos, para que tentem descobrir qual o problema dela. Ela estava trajada de “Xuxa Mistress”. Alguns interpretaram como sendo uma homenagem aos rapazes do Village People, mas o fato é tentar descobrir o que leva alguém a ter este comportamento: uma mistura da imbecilidade infantil da Xuxa; com taras de “Mistress”; e uma pitada de Tammy (filha da Gretchen) com sua vagabundagem virginal. Ela, sem dúvida, é um desses seres completamente nocivos à sociedade.

*****


Público Presente:
Esse comentário é mais específico para quem assistiu ao programa. Aquele povo que estava no “gargarejo” foi previamente ensaiado e coreografado? Aquilo ali estava muito ridículo. O mais triste é imaginar que não houve ensaio nenhum e que todos têm aquele comportamento igualmente imbecil por natureza.

*****


Final com chave de ouro:
Como todo grande evento, o final foi espetacular. Se o evento tivesse sido realizado no Brasil, a figura que teria se apresentado seria o senhor Serguei, pois somente ele pode ser comparado ao Axl Rose. Um velho completamente decadente, que está com tanta voz quanto o senhor Max de Castro, e para piorar, continua dando aquelas corridinhas histéricas pelo palco. É verdade que essas corridinhas são as únicas coisas que sobraram do “velho Axl”, afinal, com aquele corpinho de jogador de Baseball e com a voz do Max de Castro, creio que o melhor que o senhor Axl tem a fazer é ir para Saquarema passar o resto dos seus dias na companhia do pansexual ex-amante da Janes Joplin...

domingo, setembro 08, 2002

As negociações continuam...

Bom, esse sábado foi bastante pitoresco e começou cedo, mais precisamente às 5h30, quando eu acordei com o vendaval (120km/hr) e o temporal que estavam fazendo com que meu quarto parecesse não ter vidro na janela.

Meu quarto fica virado para o sudoeste e quando ocorrem estas tempestades, a força do vento é tamanha que entra água por todas as brechas das janelas. É uma cena lamentável... balde, panos, rodos...tudo isso antes do sol nascer. Depois que o computador já estava devidamente coberto por uns panos, o chão “forrado” e a janela “vedada”, tentei voltar a dormir -mesmo com o barulho ensurdecedor do vento. Tentativa inútil: o vizinho de cima começou a martelar. Ainda estou tentando entender o porquê alguém martela nessa hora. Sei que depois de mais de vinte minutos de marteladas, surtei: peguei meu taco de baseball e dei umas belas ‘rebatidas’ no teto. Uma cena deveras baixo nível, mas que resultou no efeito desejado: as marteladas cessaram, e eu finalmente consegui voltar a dormir.

Mas o mais interessante ainda estava por vir. Devido às chuvas, a Net ficou fora do ar praticamente o dia inteiro e, portanto, fiquei sem Internet também (Virtua). O que isso significa? Comecei a ficar tomado por uma angústia fora do normal. Por quê? Ora, meus caros, todo o meu “caderno telefônico” fica no celular. Sem Internet eu estava sem nenhum meio de comunicação com as pessoas que me interessa ter algum diálogo. Sorte que eu consegui achar, no meio das minhas gavetas, um papel com o telefone de algumas pessoas. Foi quando resolvi ligar para algumas e combinar algum programa para a noite. O primeiro da lista foi o digníssimo senhor B. Fontes, mas, obviamente, estava dormindo. Depois consegui ligar para um outro amigo e ele iria sair à noite pra ir numa festa de um povo da faculdade dele (ou algo do gênero. Não prestei muita atenção, pois quando se fala a palavra “festa” eu já pulo fora). Acabou que depois de mais umas ligações eu já estava com minha noite de sábado garantida. Pelo menos isso. Meia hora depois, recebo um telefonema do senhor B. Fontes:

- Fala senhor Indignado.
- Diga.
- O taxista que está com seu celular acabou de me ligar.
- Ahn? - Até então, eu achava que o celular ficara na faculdade. Essa revelação me fez descobrir que eu nunca entrei na faculdade com ele! Mais uma vez minha memória me deixou na mão.
- É, o cara ta com o seu celular e me ligou. Eu falei pra ele que você ia ligar pra ele e acertar os tramites da negociação para a devolução do aparato.

Liguei para o meu celular-caderno-de-telefones e, finalmente, “alguém” atendeu:

- Alô.
- Oi, é o taxista? - Ora, o que falar numa hora dessas? “esse é o meu telefone?!” Enfim... eu sei que fui mal na abordagem.
- Hein?
- Rapaz, eu sou o passageiro que esqueceu esse celular no seu táxi.
- Ah, sim. (uma série de coisas incompreensíveis)...me diga onde eu deixo ele.

Dei o endereço para a entrega, e amanhã, antes dele vir entregar, fará uma nova ligação para acertarmos os últimos detalhes.
Agora, uma coisa que me deixou deveras curioso: Por que ligar para o Bfontes? Teriam eles combinado me extorquir? Ai, ai, ai... Veremos como isso vai terminar amanhã.

*****


O resto do dia eu conto amanhã -domingo- pois são 4h35 e estou caindo de sono.

*****


Momento gracejo interno:
Acordei por volta das 14h e fui me entupir de carne na Porcão de ipanema. Para os freqüentadores daquele paraíso dos carnívoros, aí vai mais uma dica do sr. Indignado: peçam o polvo grelhado, é espetacular.

sábado, setembro 07, 2002

Notícia Urgente

O taxista que mantém o celular do sr indignado como refém acaba de entrar em contato! Estamos agora negociando o resgate! Peço para que todos rezem para que mais esse triste episódio tenha um final feliz.

Leitora do Indignado é discriminada

Estes dias tenho andado muito ocupado, voltei a fazer a coisa que mais gosto na vida e estou em provas na faculdade, portanto, não estou tendo muito tempo para atualizar o blog. Peço desculpas. Mas não poderia deixar um fato deveras desagradável, que me deixou indignado, passar em branco:

Uma de nossas ilustres leitoras, que era praticamente escravizada em seu trabalho, foi gentilmente 'dispensada' ontem e, acreditem, um dos argumentos foi que ela não estava se empenhando como deveria. Entre os exemplos da "falta de empenho", o senhor Rogério, o responsável por este ato ridículo, indagou: "Quem é este senhor Indignado de quem você fala?!"

Ora, meu caro Rogério, lamento informar que o senhor, como profissional de um orgão de comunicação, tem a obrigação de conhecer uma das personalidades mais sensacionais que apareceram na internet nos últimos tempos: eu.

O senhor acaba de perder uma profissional que se dedicava muito mais do que deveria.
E um aviso: cuidado, despertaste a minha ira. Os atabaques já estão soando e o dossiê já está sendo montado... Ah, feliz Rosh Hashana.

sexta-feira, setembro 06, 2002

Comunicado

Para aqueles que têm meu número de celular: Não adianta me ligar porque eu perdi o dito cujo hoje.

Como Murphy é figura presente constante na minha vida, o celular estava no vibracall e, portanto, ninguém atende o mesmo. Acho que esqueci na faculdade, em algum canto. Caso realmente tenha sido isso, impossível recuperá-lo antes de segunda-feira.

Até lá, devo passar-lhes um número temporário.

*****


O duro foi chegar em casa e ouvir de uma pessoa que eu tenho alguma consideração que eu deveria usar aquelas capinhas de celular que ficam presas no cinto da calça....lamentável.

terça-feira, setembro 03, 2002

É o amor...

Egua


No momento, o João Kleber está apresentando a seguinte matéria: "Homem abandona esposa para assumir romance com égua".
João Kleber, ético como sempre, está levando ambas as partes no programa: O homem que se diz apaixonado pela égua e o dono da égua -que está reclamando da situação e, segundo o apaixonado, na verdade ele está com ciúme. Ah, obviamente que ele não poderia deixar de mostrar o alvo da paixão do rapaz...

Detalhe: A avó do dono da égua tem 66 anos. O marido da avó tem 32 anos!

É o fim dos tempos...

*****


No filme "Tudo o que você queria saber sobre sexo mas tinha medo de perguntar", do Woody Allen, um dos 'episódios' é sobre um cidadão que se apaixona por uma cabra.
Quem diria...
Dúvida legítima

A imprensa noticiou de forma indignada a apreensão que a polícia fez de uma carta que o traficante Fernandinho Beira-mar escreveu. Na carta, constam instruções para a construção de uma casa. Sinceramente, não consegui entender o problema disso. Ou seremos hipócritas a ponto de achar que o Beira-mar não tem dinheiro para construir uma casa?
Dilema familiar

Se o Garotinho vencer as eleições para presidente, e a Rosinha para governadora, eles viverão separados? Não poderemos mais desfrutar daquele visual maravilhoso da família unida? Ou o Garotinho mudará a capital do país para o Rio?

segunda-feira, setembro 02, 2002

Seria mais um indignado "careta" no mundo?

Isso aqui merece sua atenção.
Como o site do rapaz ainda não dispõe de serviço de comentários, faço um aqui mesmo:

Em relação aos hippies, um tio meu sempre falava algo que eu não me esquecerei:

"O movimento hippie só existiu porque os pais daqueles jovens não cortaram suas mesadas..."

*****


Aos defensores da causa hippie: protestos no túmulo do vecchio, por favor...
Sabbá continua dando show

O nome do programa não poderia ser mais apropriado. Sabbá Show. O programa, que é exibido pela CNT, é realmente espetacular, mas tem o seu porquê: Daniel Sabbá (ex-namorado da Syang), além de apresentador, é também o diretor do programa. O programa é especializado em cobrir os eventos da noite carioca, e a edição deste sábado não foi diferente: Sabbá foi conferir in loco a chegada das celebridades ao Copacabana Palace para a festa de lançamento da novela “O Beijo do Vampiro”. Logicamente, foi autorizado a mostrar somente a entrada do hotel, não podendo entrar na festa. Mesmo assim, ele agradeceu à Rede Globo por autorizar a cobertura do evento. Segundo o apresentador: “É isso ai! Nós somos bom (sic) mesmo! Parabéns pra Globo que nos deixou filmar aqui!”

Sabbá abraça Jorge Ben JorO outro evento exibido neste sábado foi um show do Jorge Ben Jor que foi realizado na Marina da Gloria.
Esta foto ilustra com brilhantismo o programa. O apresentador sempre risonho -claramente alterado- sai abraçando deus e o mundo. Mas o mais impressionante é que ele não consegue a atenção de nenhum famoso. Para vocês terem idéia, o Edilásio rouba os entrevistados dele...
Após algumas tentativas infrutíferas de se aproximar dos famosos, Daniel Sabbá tem que arrumar material para preencher o tempo do programa. Portanto, sai pelas festas entrevistando as moças de plantão. O interessante é que você repare na abordagem do entrevistador. Basicamente, a entrevista segue cinco etapas:

1- Sabbá avista uma moça e agarra no braço da menina;
2- “Oi, boa noite!” - enquanto enfia o microfone na boca da entrevistada, Sabbazão da uma conferida nos seios da menina -ele é incapaz de entrevistar uma mulher sem cumprir esta etapa;
3- “Veio aqui conferir a festa?! Tá gostando?!” -é o máximo de originalidade que ele consegue;
4- Não importa a resposta do item 3. A próxima pergunta é: “Ah é?” -reenfiando o microfone na boca da entrevistada;
5- Obviamente que a entrevistada não consegue responder uma pergunta deste nível e fica sem palavras. Sabbá percebe que a situação não vai render muitos pontos de audiência e se despede: “Boa noite, tesouro!” e manda o câmera filmar o corpo da menina.

Isso tudo, obviamente, regado a muitos urros e surtos do apresentador.

*****


É difícil escolher o que é melhor no programa. Qualidade de imagem? Produção? Edição? Bem, pelo menos nesta edição eles sincronizaram som e imagem. Enfim, são tantas as qualidades que é difícil escolher qual a melhor delas, mas eu me arrisco a dizer que é o final do programa. Não por ficarmos livre do Sabbazão, mas pelo texto:
“Agradeço a você telespectador pela sua credibilidade (sic) e por nos assistir. Um abraço pro Maninho do Salgueiro. Um beijo, mamãe. Te amo”

domingo, setembro 01, 2002

Programa-se

Nesta segunda-feira, às 23h45, estreará no Multishow o programa Olho Vivo. Pelas cenas que foram exibidas no comercial, parece ser engraçadíssimo. Uma versão "light" do espetacular Jackass. Vamos conferir...

*****


O programa será reapresentado na terça-feira às 17h30.
Não! Nós temos Banana

Ed BananaVoltou ao ar, pela Record, o programa do apresentador mais divertido, engraçado, descontraído, alegre, alto astral da tv brasileira: Ed Banana.

No programa de ontem, os convidados do dia eram os cantores da Fat Family -aqueles que estão apoiando o Maluf-, e os jurados do show de calouros (quanta originalidade!) eram: Claudete, Geraldo Magela (o ceguinho) e o espetacular Carlinhos Aguiar.

O apresentador continua gritando feito um louco e extremamente sem graça. O programa mal começou e já é nítido que não vai durar muito.